Como garantir que a cultura de diversidade e inclusão tenha espaço no ambiente de trabalho?

Tempo de Leitura: 6 minutos
reuniao-em-equipe-diversa-liderada-por-mulher-negra-compartilhando-novas-ideias

Dentro da meta de gerar capital financeiro, as empresas possuem missões, visões e valores que determinam formas de fazer negócios, objetivos, crenças e até um papel social que se pretende realizar. Sabendo disso e conhecendo também o Brasil, país de imensa diversidade cultural, étnica e social, é essencial que as organizações corporativas aprendam conviver com as diferenças e, mais do que isso, incentive de maneira madura que as equipes sejam cada vez mais diversas.

O tema da diversidade nas empresas nunca foi tão contemporâneo, tão debatido. É algo que merece atenção, pois pode gerar uma grande quantidade de benefícios para a sua empresa que vão além da questão financeira.

Ao analisarmos a população brasileira, percebemos pessoas de diferentes etnias e origens. Africanos, japoneses, alemães e italianos, indígenas. Existe uma grande população com algum tipo de deficiência, também os grupos LGBTQIA+, homens e mulheres, o pobre e o rico e o cidadão classe média.

É uma sociedade muito diversificada e cada uma dessas pessoas tem diferentes pontos de vista para uma mesma situação. Por que saber disso é importante? Vivemos num mundo que os debates são criados diariamente, principalmente nas redes sociais.

Cada dia é uma nova história. E conseguir enxergar essas histórias de diferentes maneiras farão a sua opinião ser mais embasada, muitas vezes chegando numa solução criativa e inovadora para solucioná-la. Para encontrar uma resposta.

Portanto, criar uma equipe diversa aponta para o desenvolvimento, acolhe os colaboradores e suas diferenças, apoia a inclusão e a tolerância com as multiplicidades culturais.

Antes de aprender maneiras de criar espaço para a diversidade, vamos relembrar os benefícios dessa cultura organizacional de inclusão no ambiente de trabalho.

Os benefícios da diversidade no ambiente de trabalho

  • Equipe motivada apresenta melhores resultados

Ao apoiar a inclusão de grupos diversos, essas pessoas se sentirão representadas, perceberão que possuem espaço para crescer e que fazem parte daquela corporação. Crie assim um ambiente cooperativo e engajador. E ambientes de trabalho que possuem características estimulantes melhoram a qualidade de vida dos colaboradores. O que por sua vez aumenta a produtividade. É um ciclo positivo no seu negócio com inúmeras consequências benéficas.

  • Elimine os conflitos

Criamos um ambiente estimulante e engajador. Onde todos enxergam seu espaço e se sentem representados, certo? Em organizações com essa cultura, os conflitos vão praticamente desaparecer. As diferenças são respeitadas e os conflitos tendem a ser eliminados, pois com tolerância, aprendemos a escutar e alcançar entendimentos que sejam favoráveis para todos os lados.

Opiniões diferentes não serão mais motivos de rachas na equipe, mas soluções que cooperem para um desenvolvimento orgânico de um consenso.

  • Diminua a rotatividade da equipe

Em um trabalho que o colaborador se sente acolhido, é mais difícil que ele peça para sair do emprego, apenas pelas dificuldades de convivência. É difícil trabalhar em um ambiente que não respeitam sua opinião e suas diferenças. Equipes inclusivas abraçam as diferenças e desenvolvem o senso de pertencimento. Os profissionais procuram por oportunidades assim. Sua empresa vai ser desejada pela cultura de diversidade.

  • Aumento da criatividade e das ideias inovadoras

Pessoas com diferentes bagagens culturais e sociais conseguem olhar de diferentes maneiras para a mesma situação. Isso já é uma vantagem na hora de solucionar algum problema, pois cada pessoa vai olhar para aquele desafio de uma forma singular. E é assim que ideias inovadoras surgem.

Em um ambiente que valoriza a diferença, o profissional vai ter mais liberdade para trabalhar e, assim, se soltar para fazer o que acredita. As condições serão mais propícias para que os colaboradores compartilhem as novas ideias. Isso gera engajamento, produtividade e eficiência.

  • Melhore a imagem da empresa

Primeiro, é preciso lembrar que a criação de uma cultura de diversidade e inclusão não pode ser nunca apenas uma jogada de marketing. Precisa ser verdade e crença da liderança para que realmente funcione.

Feito pelos motivos certos, contribui em muito para que a organização seja bem-vista, pois como foi dito no início desse artigo, o tema de inclusão e diversidade é cada vez mais debatido. A empresa estará realizando um papel social de extrema importância para a sociedade que está inserida.

Profissionais que trabalham em um ambiente de tolerância, aprendem a respeitar as diferenças. Não só respeitar, mas a incentivar as diferenças. E esse comportamento não some na porta do trabalho, ao ir para casa. Essa cultura será levada para as suas vidas pessoais. É novamente um ciclo positivo de atitudes de respeito no dia a dia de cada um.

Profissionais de outras empresas vão enxergar isso, vão ficar sabendo dessa cultura organizacional e vão desejar trabalhar na sua empresa. A sociedade vai olhar para essa companhia com outros olhos. Seus concorrentes vão perceber que a qualidade foi elevada pelo seu negócio e vão ter que correr atrás.

Mas como criar espaço para diversidade na sua empresa?

  • Crie ou contrate um programa de diversidade.

Criar uma cultura organizacional que abrace a diversidade e a inclusão não é tarefa fácil, por isso é importante criar um programa com essa meta que abrace as ações de estratégia da organização.

Aqui deve ser feito um grande planejamento. O que a empresa quer com essa mudança comportamental? Quais os prazos? Quem será encarregado por cada área? Os direcionamentos devem ser transparentes e estar em sintonia com os valores da empresa. A equipe de Recursos Humanos será ator protagonista desse e de vários outros processos.

Se optar por contratar um programa de planejamento, a Pearson e a agência Um.a Diversidade Criativa, uniram as suas expertises e desenvolveram uma solução transformadora e inédita para o mundo corporativo. Trata-se do programa de capacitação Mestre em Diversidade Inclusiva, o MDI, que motiva e prepara os colaboradores da sua empresa para abrir espaços e abraçar as diferenças. Saiba mais deste movimento!

  • A liderança precisa estar a bordo desse projeto

Os diretores da empresa, os líderes de cada departamento, coordenadores de equipe: todos precisam acreditar no projeto, serem transparentes com as equipes e se envolverem para que a implantação do programa funcione e os resultados sejam alcançados.

Os colaboradores não só recebem ordens dos líderes. Eles usam essas pessoas como exemplos para crescerem na empresa. Como eu preciso ser e agir para ser reconhecido? Líderes são embaixadores da empresa e serão responsáveis pelo sucesso ou fracasso dessa nova cultura organizacional.

  • Tudo começa na contratação

Não existe outra maneira para alcançar a diversidade na sua equipe: contratando perfis de profissionais diversificados. E isso, mais uma vez, parte da equipe de Recursos Humanos. Esse olhar precisa estar presente em todos os momentos dos processos de recrutamento. Crie parcerias com instituições com causas relacionadas, divulgue vagas em grupos de trabalho com o aspecto da diversidade presente e estabeleça relacionamentos com instituições de ensino, apontando o seu viés plural na hora da escolha de profissionais.

  • Métricas e resultados

Algo que uma empresa sempre deve fazer ao implementar um novo projeto, é dedicar um tempo para estruturar as métricas para monitoramento dos resultados. Quando falamos de diversificar as equipes, será necessário uma análise do total de profissionais na empresa e verificar o tempo de permanência na corporação. Além do tempo, os cargos, promoções, salários, posições de hierarquia e, também, desempenho.

A diversidade precisa estar presente e respeitar todos esses fatores. As métricas vão mostrar a real situação da empresa e apontar para o programa de diversidade para que direção apontar. Algum departamento precisa de mais investimento? Alguma área precisa de capacitação? Esse monitoramento vai te trazer as respostas para que a inclusão se faça presente de maneira eficiente.

  • Comunicação transparente

Todas as equipes precisam saber dos objetivos da empresa e a razão pelas quais tais medidas estão sendo tomadas. Elas precisam estar armadas com todas as informações e metas sobre diversidade. A comunicação precisa ser aberta, franca e transparente.

  • Empresas plurais, resultados consistentes e inovadores

Em 2017, a consultoria McKinsey mostrou um estudo que apontava que as empresas com maior diversidade de gênero nas equipes executivas são 21% mais propensas a ter lucratividade acima da média.

Outro estudo realizado entre 2001 e 2014, com mais de mil empresas norte-americanas, apresentou que as equipes mais diversas se mostram mais sólidas em períodos de crise econômica.

Conclusão

Ao saber dos benefícios que a diversidade pode trazer para o ambiente de trabalho e para os resultados da empresa, além de entender como implementar essa cultura organizacional de inclusão, é chegado o momento de compreender o desafio próprio de cada organização corporativa.

Busque orientar cada ação com dados e não pense apenas em agradar o mercado. O consumidor final é importante, mas as pessoas que fazem a empresa existir precisam estar a bordo do projeto e, principalmente, felizes com os novos direcionamentos. Lembre-se: estratégia, planejamento, plano de ação, metas e comunicação transparente.

Se sua empresa está em busca de contratar um programa de diversidade, conheça o Mestre em Diversidade Inclusiva. ​

ÚLTIMAS NOTÍCIAS