Tendências em diversidade e inclusão: pesquisas sobre mercado de trabalho

Tempo de Leitura: 4 minutos
jovens-empresarios-criativos-se-reunindo-no-escritorio

Basta um rápido olhar para a nossa sociedade que podemos notar o quanto ela é diversa: são diferentes gêneros, etnias, culturas, condições físicas, orientações sexuais e tantas outras características que tornam o mundo todo plural e diverso. Mas será que essa diversidade se faz presente em todas as esferas sociais?

No universo corporativo, a diversidade e a inclusão são um grande desafio e que precisa ser colocado em pauta. Afinal, basta outro rápido olhar para percebermos como as grandes corporações ainda são marcadas pela presença majoritária de líderes e colaboradores que fazem parte de uma cultura homogênea nesses espaços.

Mais do que nunca, a diversidade nas empresas deve ser tratada como prioridade, já que elas também possuem um dever moral e cívico para fazer parte dessa transformação.

O cenário atual da diversidade e inclusão nas empresas

Mulheres

  • 22,5% de diferença salarial em comparação com os homens. (Fonte: DIEESE)
  • As mulheres ocupam apenas 26% dos cargos de alta liderança. (Fonte: Panorama Mulher)
  • Somente 16,4% de CEOs são mulheres. (Fonte: Women in Business)

Negros

  • Entre 548 diretores, apenas 2 são mulheres negras. (Fonte: Women in Business)
  • 80% dos profissionais negros não ganham mais que 2 salários mínimos. (Fonte: Oxfam)
  • 93% das pessoas acham importante que as empresas invistam em diversidade racial. (Fonte: Santo Caos)

Pessoas com deficiência

  • 62% de PcDs não estão trabalhando. (Fonte: Santo Caos)
  • Menos de 10% das empresas cumpre a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. (Fonte: Santo Caos)
  • 66% de PcDs já se sentiram discriminados no ambiente de trabalho. (Fonte: Santo Caos)

LGBTQIA+

  • 2 em cada 10 empresas brasileiras se recusam a contratar um profissional LGBTQIA+. (Fonte: Elancers)
  • 61% dos funcionários LGBTQI+ escondem a sexualidade no ambiente de trabalho. (Fonte: Center for Talent Innovation)
  • Somente 5% dos transsexuais têm carteira assinada. (Fonte: Elancers)

Gerações

  • Apenas 27% dos idosos que compõem a força de trabalho estão no mercado formal. (Fonte: PNAD)
  • Somente 57% dos jovens que trabalham têm carteira assinada. (Fonte: PNAD)
  • 7,3 milhões de brasileiros são subutilizados. (Fonte: PNAD)

Por que investir em diversidade e inclusão?

A Global Employer Research, realizada pela Pearson em 2019, revelou que “contratar por diversidade” responde por 20% da dificuldade de contratação nas empresas. No Brasil, o número é considerado menor, chegando à marca de 14%.

Contudo, esse dado nos revela que a diversidade nas empresas deve ser encarada com mais responsabilidade para que possam criar organizações realmente diversas e inclusivas.

As maiores empresas do país já notaram a importância e os benefícios de investir em diversidade no seu quadro de funcionários. Não é à toa que 94% das 500 maiores empresas do país tem um programa de diversidade.

A inclusão social no ambiente corporativo apresenta uma série de vantagens para as empresas que adotam essa prática, como:

  • Potencializa talentos: Cria agentes de mudança e garante a evolução constante da organização.
  • Otimiza recursos: Multiplica as possibilidades ao trazer diferentes opiniões e vivências.
  • Nos conecta: Promove o relacionamento saudável e melhora o clima organizacional da empresa.
  • Chega primeiro: Amplia e clareia a visão para perceber a realidade e simplificar soluções.

Tendências em diversidade e inclusão

Liderança inclusiva como competência organizacional

Para criar ambientes inclusivos, as organizações devem avaliar sua equipe com base em critérios relacionados à diversidade e capacidade de criar espaços de trabalho com segurança psicológica para todas as pessoas.

Nesse cenário, a criação de lideranças inclusivas - mais humanas, presentes e diversas - surgem como uma nova competência organizacional no universo corporativo.

Comunicação inclusiva

Não basta só contratar uma equipe diversa em sua empresa. A representatividade deve se fazer presente no cotidiano dos colaboradores. Por isso, a comunicação inclusiva é uma prática essencial para que sua empresa honre com a responsabilidade de ser uma organização diversa.

A comunicação organizacional deve ser a peça-chave para a ampliação das discussões sobre diversidade e no avanço em relação à inclusão. Por isso, não se deve falar sobre pautas relacionadas a consciência negra somente no mês de novembro ou sobre questões LGTBQIA+ somente em junho.

As pautas relacionadas aos grupos de diversidade e inclusão devem ser levantadas com a frequência necessária para dar visibilidade às causas e conscientização de todos os colaboradores.

Desenvolvimento de carreiras em diversidade e inclusão

Criar cargos voltados especificamente para questões de diversidade e inclusão é uma nova realidade que deve se firmar como tendência no ambiente corporativo.

Atualmente, é possível encontrar profissionais capacitados e especialistas em assuntos relacionados a implementação de diversidade e inclusão na empresa. Com essa posição ocupada dentro do ambiente corporativo, é possível fomentar a criação de equipes diversas e inclusivas.

Assim, além das lideranças inclusivas, é importante contar com profissionais que se dediquem exclusivamente à missão de trazer mais diversidade para a empresa.

Impacto na cadeia de valor

Uma boa prática das empresas é entregar valores aos seus clientes, que agreguem e gerem vantagem competitiva.

Promover o impacto de cadeia de valor é uma tendência crescente no meio corporativo, visto a necessidade de bom relacionamento com fornecedores, prestadores de serviço terceirizados e outros tipos de serviço que são provenientes de ambientes externos.

Sendo assim, estimular a cadeia externa adotando boas práticas, como por exemplo, a implementação de diversidade e inclusão na empresa, pode ser diferencial decisivo para o sucesso das negociações.

Analisando as tendências em diversidade e inclusão nas empresas, como pode avaliar a sua organização? Estão com programas que fomentam a diversidade e inclusão entre os colaboradores?

Como está a sua organização? Diversidade e inclusão já estão na agenda de objetivos estratégicos?

A Pearson pode te ajudar a transformar sua realidade!

Em parceria com a agência Um.a, lançamos o MDI (Mestre em Diversidade Inclusiva), um programa de capacitação que motiva, prepara e provoca colaboradores para a criação de um ambiente diverso e inclusivo nas corporações.

Saiba mais sobre o Mestre em Diversidade Inclusiva e contribua para a criação de empresas mais justas e igualitárias!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS