Tendências em soft skills: pesquisas sobre mercado de trabalho

Tempo de Leitura: 3.5 minutos
equipe-de-trabalho-criativa-em-reuniao-de-brainstorm

Sua organização ainda prioriza a capacitação técnica de seus colaboradores? Claro que ela é necessária, mas se você só dá atenção para as habilidades técnicas, significa que está deixando de lado outras habilidades que são cada vez mais importantes para o sucesso da sua empresa: as habilidades comportamentais.

Considerada uma tendência em ascensão, as soft skills - ou habilidades comportamentais - garantem maior vantagem competitiva para sua empresa ao reunir uma série de atributos sociais em sua equipe. Em um cenário competitivo, as soft skills desempenham um papel cada vez mais estratégico ao permitir que os colaboradores tenham habilidades essencialmente humanas que ajudarão sua empresa a se destacar no mercado.

As pesquisas comprovam: o desenvolvimento de habilidades comportamentais é uma grande tendência no universo corporativo. Continue a leitura e saiba mais!

Soft skills: o que dizem as pesquisas?

Antes de trazer algumas pesquisas sobre o tema, pense em alguma situação em que você precisou demitir um colaborador. O motivo foi por questões comportamentais? Segundo um levantamento realizado em 2018 pela Page Personnel, consultoria global de recrutamento, 9 em cada 10 profissionais são demitidos pelo comportamento.

Ao desenvolver soft skills em sua equipe, você dificilmente precisará passar por isso de novo. Contudo, a atenção que as empresas dão para cursos de desenvolvimento de soft skills ainda é considerada baixa. Por outro lado, as organizações reconhecem a importância desse tipo de treinamento.

Em parceria com a Pearson, a Edge Research realizou uma pesquisa com empresas que possuem entre 500 e 5 mil funcionários para avaliar, entre outras questões, a necessidade de capacitação da equipe. A pesquisa revelou que, quando se trata da força de trabalho existente, a necessidade de suporte é amplamente focada em habilidades sociais.

Isso significa que a necessidade de desenvolver habilidades comportamentais na equipe é maior do que a de desenvolver habilidades técnicas. Além disso, esse dado nos revela outra importante constatação: a ausência de critérios rigorosos para avaliar as soft skills dos funcionários no momento da contratação.

Soft skills mais importantes no ambiente corporativo

Segundo a Global Employer Research, realizada pela Pearson em 2019, as soft skills estão no topo da lista das habilidades mais importantes que precisam ser desenvolvidas nos colaboradores atuais de uma empresa. Essa pesquisa vai ao encontro do que foi revelado pela Edge Research.

E se tratando das habilidades mais ausentes, os empregadores entrevistados na Global Employer Research relataram que o desenvolvimento de comunicação oral e escrita, colaboração e trabalho em equipe, julgamento, tomada de decisão e liderança se tornam prioridade.

Além disso, a pesquisa revelou que as empresas também estão interessadas em oferecer treinamento para que os colaboradores possam desenvolver as habilidades em questão. Na lista das 10 habilidades priorizadas para o desenvolvimento, apenas uma habilidade técnica (Gerenciamento de Projetos) entrou na lista. Veja quais são as habilidades mais priorizadas, segundo a pesquisa:

  • Liderança: 82%
  • Colaboração e trabalho em equipe: 78%
  • Gerenciamento de Projetos: 77%
  • Tomada de decisão: 76%
  • Pensamento crítico: 75%
  • Comunicação oral e escrita: 75%
  • Autogestão: 75%
  • Solução de problemas complexos: 75%

Projeções para o futuro

A falta de candidatos com soft skills necessárias responde por 31% da dificuldade de contratação nas empresas, segundo a Global Employer Research. No Brasil, o índice chega a 36%. Esses dados apontam para um crescimento da importância das habilidades comportamentais no momento atual e em um futuro muito breve.

Encontramos esse respaldo em outros dados da pesquisa: a grande parte dos entrevistados acredita que a importância das soft skills vai crescer no futuro. Ao comparar a importância de desenvolver habilidades técnicas e comportamentais, esta última se mostra mais relevante nos resultados da pesquisa.

A pesquisa revelou que o desenvolvimento de habilidades humanas, como criatividade, raciocínio e colaboração obteve é importante para 86% dos entrevistados, enquanto o desenvolvimento de habilidades técnicas apresenta 81% de importância.

A pesquisa Global Learney Survey, também realizada pela Pearson em 2019 nos traz outros dados interessantes. Globalmente, 78% das pessoas acreditam que precisam desenvolver suas habilidades sociais, como pensamento crítico, resolução de problemas e criatividade. No Brasil, 82% concordam com essa ideia.

Além disso, os colaboradores acreditam que as tecnologias e a Inteligência Artificial (AI) ainda não podem competir com pensamento crítico, resolução de problemas e criatividade, o que demonstra ainda mais a importância do desenvolvimento de soft skills.

Outro dado da pesquisa mostra que os entrevistados acreditam que as instituições educacionais não estão atendendo a essa necessidade. No Brasil, 87% afirmou que as instituições de ensino superior devem fazer mais para ensinar soft skills como forma de preparar os profissionais para o mercado de trabalho atual.

Conclusão

A preparação para o mercado de trabalho não deve ser considerada apenas pela formação técnica. O desenvolvimento de habilidades socioemocionais é extremamente importante para a evolução do perfil do profissional.

As soft skills preparam o colaborador para lidar com resolução de problemas de forma criativa, colaboração com o time e demais áreas da empresa, pensamento crítico e diversas outras habilidades sociais que exigem inteligência emocional.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS