Passos para preparar seus colaboradores para negócios internacionais

Tempo de Leitura: 3 minutos
homem-de-negocio-usando-notebook-foco-da-foto-no-mapa-global

Expandir internacionalmente os negócios da sua empresa está entre as opções que podem trazer mais lucros e benefícios no ramo corporativo. Porém, quando chega o momento de fechar um negócio internacional, é essencial ter uma equipe que saiba falar outra língua. Assim, além de melhorar a imagem da empresa perante seus parceiros comerciais, todo o processo fica muito mais fluído.

Hoje, é inegável a importância de formar equipes bilíngues para negócios internacionais. Foi pensando nisso que nós elaboramos 4 passos para que você aplique esta realidade em sua empresa. Acompanhe!

Como formar equipes bilíngues para negócios internacionais?

1. Contrate profissionais bilíngues

O primeiro passo para a formação de uma equipe bilíngue é, sempre que possível, contratar profissionais bilíngues. Com eles, não será preciso se preocupar em fornecer aprendizagem na segunda língua, visto que este conhecimento já existirá. Além disso, eles também podem ajudar no ensino da língua aos colaboradores que ainda não sabem falar inglês.

Contudo, ainda que ter a fluência no inglês seja uma característica importante no momento de contratar um novo profissional, ela não deve ser a prioridade. É preciso que o candidato tenha competência na função para a qual ele está tentando uma vaga. A segunda língua, aqui, pode ser vista como um ótimo bônus e uma vantagem competitiva.

2. Teste os conhecimentos da sua equipe

No entanto, você não precisa necessariamente contratar novos profissionais e reformular a sua equipe para que ela seja bilíngue. Às vezes, pode ser que você conte com profissionais que já falam inglês atuando na empresa. Estes já têm o know-how do negócio e das suas particularidades e, portanto, não há necessidade das adaptações que vêm acompanhando a contratação de um novo funcionário.

Para saber se esse é o seu caso, algo que pode ser feito é um teste dos conhecimentos dos colaboradores. Diversas empresas, incluindo a Pearson, oferecem testes de alta qualidade, perfeitos para avaliação linguística em determinado idioma. Com os resultados deste teste, você pode identificar quem já é fluente, quem tem uma certa familiaridade e até quem ainda não entende nada a respeito da língua.

Conheça o Versant, o produto da Pearson Corporate Solutions que ajuda sua empresa a realizar avaliações linguísticas precisas e com qualidade!

3. Promova um curso de inglês corporativo

Para os casos de pessoas que ainda não falam a língua, você pode promover a realização de aulas de inglês para colaboradores. Além de fornecer um conhecimento a mais para os seus funcionários — melhorando, assim, a imagem da empresa e a satisfação geral com o trabalho —, esta bagagem adquirida por eles poderá ser usada em prol da empresa.

Uma dica aqui é buscar por uma empresa especializada em idiomas e no ensino deles no ambiente corporativo e ver o que ela pode fazer por você. Cursos direcionados ao mercado de trabalho e, especialmente, aos negócios internacionais podem entregar resultados ainda mais rápidos e satisfatórios.

4. Estimule o aprendizado de formas diferentes

Ainda que as aulas e o curso de inglês corporativo sejam peças fundamentais para que as pessoas aprendam pelo menos o básico, é na prática que vem a aquisição da experiência necessária para aplicar a língua nas situações cotidianas. E, quando tratamos da utilização do inglês nos negócios internacionais, ter esta habilidade é a parte mais importante.

Tendo isso em mente, algo que você, como empresa, pode fazer é propiciar o aprendizado e a prática do inglês no dia a dia da organização. Estabelecer o “Dia do Inglês” e estimular que os colaboradores se comuniquem através dele durante todo um dia por quinzena, por exemplo, é uma ideia que pode ajudar.

Outra ideia, potencialmente ainda mais eficaz, é incentivar apresentações semanais usando o inglês. Convoque reuniões e encoraje os funcionários a tratar de um assunto específico a seus colegas com o uso da segunda língua. Dessa forma, ele irá aprimorar três habilidades diferentes, no mínimo.

A primeira delas é o próprio inglês; a segunda, o assunto relacionado ao negócio em inglês, facilitando comunicações futuras a respeito deste mesmo assunto; e a terceira, a conversa em público, reduzindo nervosismos e preparando para apresentações de negócios em uma reunião com vários envolvidos.

Conclusão

Como você pôde ver, a formação de uma equipe bilíngue pode ser algo altamente benéfico, tanto para a empresa quanto para cada colaborador envolvido no processo. No final, todos ganham conhecimento e podem aprimorar suas atuações no mercado.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS